Morte preta para lágrimas brancas

Morte preta para lágrimas brancas

Logo na primeira edição da nova Guerra Civil dos quadrinhos, o Rhodes morre…

image

...opa, esse foi o Goliath na Guerra Civil 1.

Coincidência?


image


Neste ano de 2016, completam-se 10 anos da Guerra Civil, um megaevento que foi um divisor de águas na Marvel e que ajudou a levantar a editora com o sucesso. A premissa consistia no registro ou não dos chamados super-humanos, nas responsabilidades de se ter um super-poder e os danos causados para a sociedade, se era certo ou não se submeter à agenda e interesses do governo em vez de poder agir livremente pelo bem da comunidade e tudo mais. Tal premissa foi utilizada também no terceiro do Capitão América, que estreou este ano e cujo subtítulo era homônimo à supracitada saga.


image


Confira: Top 10 Heróis Negros na Guerra Civil

 

Na primeira Guerra Civil, o herói com rosto africano conhecido como Goliath foi assassinado por um clone do Thor. Goliath era um herói pouco conhecido do público em geral, e sua morte “serviu” apenas para que personagens como Homem Aranha e Mulher Invisível se revoltassem e mudassem de lado.

Então, pegando carona no filme buscando criar novas histórias interessantes, a Marvel anuncia uma nova Guerra Civil. O primeiro número saiu esses dias, e admito que foi mais bacana de ler do que eu esperava: um ataque em massa da comunidade super-heroica contra um tal Celestial Destruidor, um ser com um poder inimaginável - no universo Marvel, os Celestial são praticamente deuses; estavam todos lá, Vingadores, X-Men, Quarteto Fantástico e todas as equipes derivadas que você nem imagina existir e que não listarei porque ninguém se importa por questões de espaço.


image


image


O ataque foi bem sucedido, mandaram o bichão pra outra dimensão e etc. Teve festinha de comemoração e etc. Mas como é que geral chegou a tempo, no local exato onde o monstrão apareceu, pra dar cabo dele antes que destruísse o mundo? É aí que, durante a festinha, é revelado pra alguns dos “graúdos” que um mutante inumano, tirado do baú novíssimo personagem, possui o poder de prever os acontecimentos ué, já teve um monte de vidente na Marvel e não foi esse bafafá todo… e a premissa se torna seria se devemos ou não punir pessoas por crimes que elas ainda não cometeram e talvez não cometam, se se colocar no olho do furacão a tempo salvará vidas, se é certo jogar na cadeia quem não faz nada, etc.

Pra minha surpresa, durante um encontro com o Obama, o Rhodes é cogitado pra sucedê-lo na Presidência dos Estados Unidos…


image


...só que, quando a Miss Capitã Marvel a primeira e única Capitã Marvel é a Mônica Rambeau usa o poder do tal inumano pra prever uma visita do Thanos…


image


Ela tá sofrendo porque eles namoravam…

 

Quê? Eles tavam namorando?!


image


A fala de T’Challa me contempla.

Sim, é verdade que Stark e Rhodes são amigos de longa data. Mesmo. Desde os anos 70… embora, né, o esteja mais pro Stark sendo patrão do Rhodes, mas blz.

Rhodes e Carol Danvers são personagens antigos da editora, existem desde os anos 70. Nunca demonstraram qualquer sinal ou indicativo de que um dia teriam algum relacionamento. Então, “de repente”, começam a namorar, por volta de 2015. E então ela, a líder do lado que se opõe ao lado do Stark, sente a morte do cara. Curioso…

A morte do Rhodes serviu apenas para as lágrimas de Danvers e Stark. Serviu apenas para construir e criar os sentimentos deles dentro da trama, eles, que são os protagonistas. Assim como ocorreu com o Goliath na primeira Guerra Civil, a morte do Rhodes serviu apenas para lágrimas brancas. Para motivar o branco.


image


Nos trailers do filme da Guerra Civil, estava implícito que o catalisador seria a mote de alguém. Muitos apostavam que Rhodes morreria… ele não morreu, mas acabou incapacitado, paralisado. Para servir de oportunidade do Stark expressar os seus sentimentos, para mover Stark adiante na trama.


image


Aí depois tem gente reclamando da “falta de diversidade” desta reunião aqui - que irá ao ar no próximo número do gibi do Sam Wilson... ‘diversidade’ é o escambau, o povo preto é o povo mais diverso do mundo, é nóis por nóis e quero mais se foda!


image


14/10/2016
Fábio Kabral

Fábio Kabral

Redator

Escritor caótico e menino do rio que vai conquistar o mundo com uma flecha só.