Black Oscar

Black Oscar

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou na manhã de hoje (24/01) os indicados à 89ª edição do Oscar. A cerimônia de premiação acontecerá em 26 de fevereiro em Los Angeles e será apresentado pelo comediante e apresentador de talk show Jimmy Kimmel.


A não indicação do ator David Oyelowo e da diretora Ava Duvernay ambos de Selma em 2015, levou a criação da hashtag #OscarSoWhite que atingiu os trend topics. Em 2016 o diretor Spike Lee que foi o homenageado do ano, anunciou um boicote ao Oscar, já que pelo segundo ano consecutivo nenhum negro figurava entre os 20 indicados a melhor ator e atriz. A indústria do cinema vem a anos se valendo do argumento que o negros não corresponde e de a uma fatia expressiva do público “não existem cores, apenas boas histórias a serem contadas” Um dos blogs do Huffington Post fez uma análise dos atores negros já indicados ao Oscar. Todos esses interpretavam personagens históricos, como em 100 anos de escravidão, Ray e Malcolm X. Todos os demais personagens em que a etnia não teria peso algum para o fluxo da narrativa foram interpretados por atores brancos. .


Ao que parece em 2017 a academia finalmente se deu conta de um estudo realizado em 2012 pela Annenberg School of Communication and Jornalism diz que 44% dos ingressos de cinemas vendidos naquele ano foram comprados por negros e trouxe um número razoável de indicados negros e filmes que trazem como temática o racismo. Listamos todos os indicados ao Oscar com atores negros e ou filmes com temática racial.


Estrelas além do tempo

Direção: Theodore Melfi

Roteiro: Theodore Melfi, Allison Schroeder


No auge da corrida espacial travada entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria, uma equipe de cientistas da NASA, formada exclusivamente por mulheres afro-americanas, provou ser o elemento crucial que faltava na equação para a vitória dos Estados Unidos, liderando uma das maiores operações tecnológicas registradas na história americana e se tornando verdadeiras heroínas da nação.


Indicações:

Melhor filme, melhor atriz coadjuvante - Octavia Spencer, melhor roteiro adaptado

Trailer


Moonlight: sob a luz do luar

Direção: Barry Jenkins

Roteiro: Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney


Uma história intemporal de auto-descoberta e conexão humana, Moonlight narra a vida de um jovem negro desde a infância até a idade adulta enquanto luta para encontrar seu lugar no mundo enquanto cresce em um bairro problemático de Miami.


Indicações:

Melhor filme, melhor ator coadjuvante – Mahershala Ali, Melhor diretor – Barry Jenkins, melhor roteiro adaptado, Melhor fotografia – James Laxton, Melhor edição, melhor trilha sonora

Trailer


Cercas

Direção: Denzel Washington

Roteiro: August Wilson


A adaptação do livro vencedor do Pulitzer “Cercas”, do autor August Wilson e da Narra a história de Troy Maxson, prodígio do beisebol que nunca conseguiu ir longe na carreira por conta da cor de sua pele e acabou encontrando a fonte do sustento de sua família em um emprego na companhia de limpeza urbana.


Indicações:

Melhor atriz coadjuvante – Viola Davis, Melhor ator – Denzel Washington, melhor roteiro adaptado

Trailer



I am not your negro

Direção:Raoul Peck

Roteiro: James Baldwin e Raoul Peck


Documentário baseado no Manuscrito não finalizado Remember This House de James Baldwin e narrado pelo ator Samuel L. Jackson o documentário explora as relações étnicas nos Estados Unidos durante a luta dos direitos civis dos Estados Unidos através das memórias dos ícones Martin Luther King, Jr., Malcolm X e Medgar Evers.


Indicação:

Melhor documentário

Trailer


13th

Direção Ava DuVernay

Roteiro: Ava DuVernay Spencer Averick


Documentário estadunidense de 2016 dirigido por Ava DuVernay e escrito por DuVernay e Spencer Averick. Centrado no sistema carcerário e étnico no país de origem do filme, o título é uma referência à décima terceira alteração na Constituição dos Estados Unidos, a qual, segundo o filme, foi uma alternativa de manter trabalhos braçais mesmo após a abolição da escravidão, com o processo de encarceramento em massa.


Indicação:

melhor documentário

Trailer



24/01/2017
Kelly Cristina

Kelly Cristina

Redatora

"Nunca acredite no contador de histórias, apenas na história”