Review: ODY-C

Review: ODY-C

Por mais que atualmente caminhemos cada vez mais para o consumo de produtos que referenciem nossa ancestralidade africana, é impossível negar certos referenciais de nossa formação como leitores, melhor, nossa formação nerd. E nesse pensamento que comecei a leitura de ODY-C, série de ficção científica da Image Comics que reconta a Odisseia por uma perspectiva feminina e...intergaláctica!

A série começa após a conquista de Troiia por Odyssia e suas companheiras, rainhas conquistadoras de Archaea. Após tantos anos em batalha ela quer retornar para sua esposa e filho em Ithacaa, mas ter destruído a cidade sagrada das olimpianas não será barato e as deusas não permitirão uma jornada sem o devido pagamento em sangue! Á bordo de sua astronave chamada Ody-C, nossa heroína já tem suas primeiras provações quando tem seu curso desviado para o território Cicone, lar de guerreiras barbaras que lutam apenas por riqueza. Apesar de vitoriosa, tem-se as primeiras baixas (e uma traição) no início dessa viagem intergaláctica para casa.

Resultado de imagem para ODY-C

Publicada desde 2015 com previsão para 24 edições (até o momento são 12), ODY-C é uma releitura da Odisseia de Homero onde o roteirista Matt Fraction inverte quase todos os gêneros para o feminino e troca a viagem pelos mares por uma saga espacial, território perfeito para a arte altamente psicodélica de Christian Ward. A intenção do autor é declaradamente criar um novo referencial de heroína para os tempos atuais, algo que só não digo ser feito a perfeição por sua narrativa tentar se aproximar tanto do poema original que a leitura das páginas não é tão orgânica, sim, as páginas são lindas mas a soma de texto e imagens não representam um primor na arte sequencial. 

Em suma, uma bela revista para se folhear e apreciar cada detalhe da arte com atenção, dezenas de personagens femininas forte, mas por usar arquétipos muito explorados por várias literaturas não será a história mais memorável que você lerá hoje. Mas poderá ser a mais bonita de sua estante.







12/02/2018
Rodrigo Cândido

Rodrigo Cândido

Redator

Pai do Jorge, bebedor de cerveja, ilustrador e amante de quadrinhos.